Dedos unidos ou Sindactilia

SINDACTILIA


A sindactilia é uma das malformações da mão mais frequentes. Em metade das crianças afecta as duas mãos. Num terço dos casos é hereditária.

Dois ou mais dedos estão unidos. A sindactilia é completa quando afecta toda a longitude dos dedos e incompleta se é parcial (Figura 21 e 22A).
 

Figura-21-malformaciones.jpg
Figura 21. Sindactilia completa entre os dedos medio e anular. Marcada a incisão cirúrgica.
 

 Figura-22A-malformaciones.jpg
Figura 22A. Sindactilia parcial e simples entre os dedos medio e anular.
 

A sindactilia é simple se estão unidos só pela pele (Figura 22A). Os dedos podem estar unidos também pelo osso, denominando-se se sindactilia complexa(Figura 23).

fig.23B malformaçoes
Figura 23. Radiografia que demonstra uma sindactilia complexa pois a ponta
dos dedos está fundida ao nível ósseo pelo extremo da terceira falange.
 

 fig.23B malformaçoes
Figura 23B. Radiografia que mostra uma sindactilia complicada
 

A sindactilia requere tratamento cirúrgico para dar função individual aos dedos. Normalmente a separação é realizada aos 12-18 meses. Porém, a sindactilia dos dedos dos bordos da mão (mindinho e polegar) requere uma separação nos primeiros meses de vida.

A técnica mais utilizada é a separação dos dedos e “enchimento” das zonas onde falta pele com enxerto de pele da virilha ou punho. Contudo, com esta técnica os resultados estéticos não são excelentes e apresentam algumas complicações a longo prazo (cicatrizes que impedem a extensão completa do dedo, hiperpigmentação,etc) (Figura 24).
 

 Figura-24-malformaciones.jpg
Figura 24.  Resultado da separação de uma sindactilia vários anos depois
pela técnica habitual com uso de enxerto livre de pele. Observe as cicatrizes
residuais e a hiperpigmentação do enxerto.

O Dr Soldado utiliza uma técnica que não precisa enxerto de pele cem excelentes resultados estéticos e sem complicações. (FIG 22B e 22C)

Figura-22B-malformaciones.jpg
Figura 22B. Observa-se a incisão marcada na pele e o desenho do retalho
de pele vascularizado do dorso da mão para proporcionar pele à
comissura e evitar a necessidade de enxerto de pele e suas complicações.

 

Figura-22C-malformaciones.jpg
Figura 22C. Resultado da separação da sindactilia mediante da técnica do Dr Soldado.

Casos especiais de sindactilia complexa ocorrem nos síndromes de Apert, Banda amniótica e Simbraquidactilia (ver outras secções).

 


Figura 25A
.  Sindactilia da primeira comissura. Sem primeira
comissura o polegar não tem espaço para realizar a pinça.
 


Figura 25B
. Desenho do retalho de Ghani para abrir a primeira comissura


Figura 25C.
Imagem pós-operatoria imediata demostrando a excelente
abertura da primeira comissura. A função de pinça do polegar será realizada perfeitamente.

 

Sindactilia de primeira comissura

De forma igual às sindactilias da 4ª comissura, as sindactilias da primeira comissura, requerem tratamento precoce (6 meses de idade aproximadamente). A razão é que os dedos mais curtos (polegar ou mindinho) crescem menos rapidamente que os dedos adjacentes provocando uma deformidade em flexão e rotação dos mesmos por um fenómeno de "rédea". Na sindactilia da primeira comissura a técnica de eleição el el retalho de avance e rotação e Ghani (Figura 25 -C).

O Dr. Francisco Soldado é especialista em problemas nas extremidades superiores das crianças e na reconstrução com técnicas microcirúrgicas das extremidades das crianças.

Em seus esforços para aperfeiçoar estratégias e técnicas de tratamento, ele colaborou com vários centros de referência em todo o mundo.

CONSULTAS MÉDICAS

Vall d'Hebron Hospital Campus
Passeig de la Vall d'Hebron, 119-129
08035 Barcelona

Hospital de Nens
Carrer Consell de Cent, 437
08009 Barcelona

Unidad de Cirugía Artroscópica
C/ Beato Tomás de Zumárraga 10 Hospital Vithas San José, 4ª Planta
01008 Vitoria-Gasteiz

Centro Médico Teknon
Carrer de Vilana, 12
08022 Barcelona