Fracturas típicas do osso na criança

  • FRACTURAS
  • Fracturas típicas del hueso en el niño

FRATURA TÍPICA


O osso na criança é mais poroso e elástico que no adulto. Ao ser mais elástico, ocorrem tipos de fracturas diferentes em relação ao adulto.
 

 

Fractura en rodete ou torus

(Fig. 3) A compressão ao longo do osso impacta o osso metafisario (zona de maior porosidade) e abaula a sua cortical. É uma fractura estável (sem tendência a mover-se) pelo que o tratamento costuma ser uma tala ou um engessamento durante 2-3 semanas para evitar a dor. É mais frequente no punho (rádio distal) e ombro (úmero proximal).


Figura 3.
Fractura em Rodete
 

Encurvamento plástico diafisário

(Fig. 4): A diáfise está arqueada sem chegar a fracturar-se por um mecanismo de inflexão. Resulta numa deformidade plástica permanente sem capacidade de remodelação porque o periósteo não se rompe. Portanto para ser corrigida requere manipulação sob anestesia. É típica de ossos com corticais delgadas como o rádio, cúbito e perónio


Figura 4.
Encurvamento plástico dos ossos do antebraço (rádio e cúbito)
 

Fractura en ramo verde

(Fig 5): É una fractura incompleta da diáfise por mecanismo de inflexão. É similar ao “quebrar” de uma cana verde. O osso de um lado da cortical rompe enquanto que o outro lado se dobra e permanece em continuidade com o periósteo. As localizações mais frequentes são o rádio, cúbito e clavícula.


Figura 5.
Fractura em ramo verde dos ossos do antebraço (rádio e cúbito)
 

Fractura subperióstica

Rompe-se a cortical porém o periósteo permanece intacto. Podem passar desapercebidas nas primeiras radiografias sendo típicas na tíbia dos “recém caminhadores” (toddler fractures). São mais frequentes nas extremidades inferiores.





Fractura fisária

Cartilagem de crescimento (Ver secção Fise )
Fracturas obstétricas (Fig. 6): produzem-se durante o parto devido a dificuldades mecânicas durante o processo. A fractura obstétrica da clavícula é a mais frequente deste tipo, seguido do úmero.


Figura 6
. Fractura obstétrica da clavícula

O Dr. Francisco Soldado é especialista em problemas nas extremidades superiores das crianças e na reconstrução com técnicas microcirúrgicas das extremidades das crianças.

Em seus esforços para aperfeiçoar estratégias e técnicas de tratamento, ele colaborou com vários centros de referência em todo o mundo.

CONSULTAS MÉDICAS

Vall d'Hebron Hospital Campus
Passeig de la Vall d'Hebron, 119-129
08035 Barcelona

Hospital de Nens
Carrer Consell de Cent, 437
08009 Barcelona

Unidad de Cirugía Artroscópica
C/ Beato Tomás de Zumárraga 10 Hospital Vithas San José, 4ª Planta
01008 Vitoria-Gasteiz

Centro Médico Teknon
Carrer de Vilana, 12
08022 Barcelona